sábado, 22 de janeiro de 2011

CENA MATUTINA


Última manhã de julho...
Algumas poucas pernas vão e vem...
tortas, brancas, finas, vestidas ou nuas...

Um imponente cachorro caminha
              levado por seu dono magricelo...
De um portão, dois cãozitos ladram, ladram e ladram.
Mas essa agitação não abala
              a imponência canina
              daquele "cãozarrão"...
                       que continua sua caminhada
     "curtindo" a caída do orvalho.
Só eu me abalo com a cena...
              impressiono-me
agito-me...
Procuro não ver a rotina.
Mas, aquele belo cão me impulsiona a ver
                 tudo e nada
       na manhã fria de julho..


(Produzido em 31 de julho de 2001 e dedicado a barnei em 22.01.11, foto in: diário de uma alma-em homenagem aos ancestrais)

8 comentários:

  1. me ¡gustó y mucho gracias altraductor he podido comprender cada letra . seguiré leyéndote un beso grande!

    ResponderExcluir
  2. Até a rotina nos incomoda e vira palara viva...Um abraço...

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela visita no esconderijo...volte sempre que desejar se esconder...gostei daqui e estou seguindo!

    bjinhus...

    ResponderExcluir
  4. Cenas corriqueiras as vezes nos dão um novo sabor aos olhos.

    grande beijo

    ResponderExcluir
  5. muito bonito

    bjs
    Flávio

    ResponderExcluir
  6. Belas palavras para iniciar o dia..
    linda escolha!
    beijo..

    ResponderExcluir
  7. Que linda cena do cotidiano...Faz muito bem!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir

Oi pessoal, adoro visitar blogs e comentar. Agradeço, imensamente, a sua visita e o seu comentário. Sempre que for possível retribuirei.