segunda-feira, 28 de março de 2011

ESPELHO

Um espelho...
Vejo meu rosto envelhecido.
Desvio o olhar.
Percebo que não é um espelho,
mas uma grande poça e 
o céu, nela refletido, me transporta para a nuvem.
É uma bela paisagem. 
Sinto-me remoçar...
Retorno na direção primeira.
Não sou eu, é o meu outro que sorri.
Estou, infinitamente, no chão e no céu.
Sou alegre, a tristeza se dissipa no espelho de água
e eu sou outra vez
                     menina
                traquina
                             taurina, mas
                felina...

15 comentários:

  1. Delicado e sóbrio! Lindo sentir de quem se vê como realmente é: Alma, jovem e plena!

    ^_^•


    Beijos, linda ♥

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, poeta! Versos que estimulam a cada um que por aqui passa a fazer uma releitura diante do espelho...da alma e da vida. É bom sentirmos o melhor de nós e do outro ...cabe também para nós não nos julgarmos com muita dureza, somos humanos e factíveis , mas sobretudo belos no refletir do nosso eu purificado. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Como eu queria voltar a ser criança! Bonito poema. Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Olhar no espelho e retroceder.
    Um barço.

    ResponderExcluir
  5. Muito bom isso se olhar no esppelho e falar consigo mesma. Eu sempre faço isso, ajuda muito. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi minha linda, e sempre muito bom se olhar no espelho e perceber o quanto nos somos importantes para nos mesmas, pois aquilo que refletimos ali é a nossa alma e a nossa face, bela ou feia, feliz ou infeliz, nao importa, o que importa ´é que sejamos nos mesmas sempre...bjin e parabens

    ResponderExcluir
  7. É bom vermos nosso reflexo vez ou outra...assim lembramos como somos...

    []s

    ResponderExcluir
  8. Que lindo! :D
    Adorei a poesia, minha querida!
    E queria agradecer imensamente a visita ao meu cantinho. Sinta-se sempre bem-vinda!

    Seguindo esse espaço maravilhoso...
    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  9. ''Estou, infinitamente, no chão e no céu''
    Belo poema, uma análise pessoal de extrema
    sensibilidade. Parabéns pelo sábio uso das palavras.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Maria Marluce,

    Sim o espelho mostra o que a imaginação quer e, muitas das vezes, o que a realidade não quer.

    ====

    Muito obrigada pela gentileza da sua visita. Gostei do seu espaço e é certo que voltarei.

    Um beijo,

    Inês

    ResponderExcluir
  11. Marluce!
    Esse espelho reflete mais do que uma imagem, afinal somos várias em uma...
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Fica sempre menina... mesmo felina...
    Gostei imenso do poema, é magnífico.
    Querida amiga, bom resto de Domingo e boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Oi pessoal, adoro visitar blogs e comentar. Agradeço, imensamente, a sua visita e o seu comentário. Sempre que for possível retribuirei.