segunda-feira, 8 de novembro de 2010

ALMA GÊMEA DO VERSO

Busquei um verso numa
        tarde fria...
Mas na expressão nada
        existia...
Só tua imagem de horas
        vazias...
Preenche o espaço de uma
        melodia...
És alma gêmea do meu
        verso avesso
distante e próximo
        desde o começo.
Numa escada de degraus inversos
estamos almas de um fim-começo.

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o poema. Singelo e de grande significado. Parabéns pelas palavras muito bem escolhidas, e a imagem então... nem se fale!

    ResponderExcluir
  3. tanto no amor quanto no verso a incansável busca pela alma gêmea.

    ResponderExcluir
  4. lindo isso em. Muito bom, e a imagem acima traduz bem os seus versos!
    parabéns!
    quando puder, retribua a visita,
    http://meucaonaochupamanga.blogspot.com

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Sério.. amei!
    Consegui imaginar o sentimento e compartilhar da alegria e intensidade implícita....

    ;D

    ResponderExcluir
  6. Muito bom!!!

    Estou te seguindo, aguardo retribuição!

    ^^

    http://gibitecalomania.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Oi pessoal, adoro visitar blogs e comentar. Agradeço, imensamente, a sua visita e o seu comentário. Sempre que for possível retribuirei.